Biblioteca Digital da UEM: Sistema Nou-Rau
Pgina Principal  Portugus   English  Español   Aumentar Texto  Texto Normal  Diminuir Texto
  Principal | Apresentao | Objetivos | Instrues Autores | Estatsticas | Outras Bibliotecas Digitais
  Sistema Integrado de Bibliotecas - SIB / UEM
Entrar | acessos | verso 1.1  
ndice
Pgina principal
Documentos
Novidades
Usurios

Aes
Consultar
Procurar
Exibir estatsticas

Procurar por:
Procura avanada

Dvidas e sugestes


Consultar: Programa de Ps-Graduao em Letras

Incio > Dissertaes e Teses > Lingstica, Letras e Artes > Letras > Programa de Ps-Graduao em Letras

Ttulo [PT]: A representao caleidoscpica da corporalidade da mulher negra em Um Defeito de Cor
Autor(es): Tayza Cristina Nogueira Rossini
Palavras-chave [PT]:

Autoria feminina. Literatura. Gnero. Literatura brasileira. Mulheres. Literatura de autoria feminina. Corporalidade. Um defeito de cor (Ana Maria Gonalves). Brasil.
Palavras-chave [EN]:
Literature written by women. Representation. Identity. Corporeality. Um defeito
de cor (Ana Maria Gonalves). Brazil.
rea de concentrao: Estudos Literrios
Titulao: Mestre em Letras
Banca:
Lcia Osana Zolin [Orientador] - UEM
Vera Helena Gomes Wielewicki - UEM
Eldia Carvalho de Formiga Xavier - UFRJ
Resumo:
Resumo: Tradicionalmente, nas esferas que abrangem o social, o histrico, o poltico e o esttico, o sexo feminino foi considerado inferior ao sexo masculino. Em decorrncia da poltica do patriarcalismo, a mulher foi silenciada, excluda e vitimada por preconceitos e esteretipos lanados em sua identidade e corporalidade ao longo da histria. No campo literrio e cultural a experincia feminina no foi tratada de modo diferente justificando a intensificao, em meados do sculo XX, de aes no sentido de conscientizar os indivduos da necessidade de desconstruir a opresso e a marginalizao da mulher. Neste sentido, a literatura que ento passa a ser produzida por mulheres suscita um novo olhar sobre a produo literria de padro hegemnico masculino, branco e heterossexual, at ento representado na literatura, trazendo para a o interior da narrativa vozes anteriormente ausentes, no que diz respeito produo, quando representao de personagens antes no privilegiadas no texto literrio. Assim, o objetivo da presente pesquisa analisar no romance Um defeito de cor (2011), de Ana Maria Gonalves, como se d a representao da mulher negra escravizada, atentando ao modo como a protagonista, Kehinde, percorre sua trajetria de forma a integra-se com as ideologias e modelos simblicos lanados culturalmente pela sociedade branca do sculo XIX no Brasil. Tais mudanas se refletem em sua identidade e corporalidade permitindo a observao de uma representao que se d de modo caleidoscpico, partindo, no princpio de sua trajetria, de um corpo objetificado, at chegar conquista de um corpo subjetificado, j no final do que se pode chamar da via crucis do corpo percorrida pela personagem. Sistematicamente esquadrinhada e categorizada nos estudos feministas, a corporalidade tem contribudo na discusso sobre a representao freqentemente vinculada esteretipos de objetificao nos mais diversos mbitos, alm de legitimar a dominao por meio de preconceitos e esteretipos lanados na imagem da mulher. Corpos invisveis, corpos subalternos, corpos disciplinados, corpos violentos, corpos erotizados, corpos refletidos e outros corpos nomeados por Eldia Xavier em sua tipologia Que corpo esse? O corpo no imaginrio feminino (2007), servem como esteio para a pesquisa e anlise da representao do corpo feminino negro em nosso corpus bem como para a investigao e debate sobre a representao do corpo feminino na literatura de autoria feminina brasileira.

Abstract: Traditionally, in social, historical, political and aesthetic spheres, the female was considered inferior to male. As a result of patriarchy politics, women were silenced, excluded and victimized by prejudice and stereotypes that were related to their corporeality and identity throughout history. In the literary and cultural field the female experience was not treated differently justifying the intensification of actions (in the middle of the 20th century) to raise the awareness of individuals about the need of deconstructing the women's oppression and marginalization. In this sense, the literature that starts to be produced by women raises a new perspective on the literary production represented until that time (male, white, heterosexual), bringing to the interior of the narrative voices previously absent, regarding to the production, as well as the representation of characters non-privileged before in the literary texts. Thus, the objective of this research is to analyze how the enslaved black woman is represented in the novel Um defeito de cor (2011), observing how the protagonist, Kehinde, courses her trajectory in a way to integrate herself with the ideologies and symbolic models culturally launched by white society in Brazil in the nineteenth-century. These changes reflect in the identity and corporeality of the protagonist allowing the observation of a kaleidoscopic representation, starting by an objectified body in the beginning of the trajectory, to a subjectified body at the end of what can be called via crucis of the body. Systematically scrutinized and categorized in the feminist studies, corporeality has contributed in discussions about the representation often related to stereotypes of objectification, besides legitimizing the domination by prejudices and stereotypes related to the image of women. Invisible bodies, subordinate bodies, disciplined bodies, violent bodies, eroticized bodies, reflected bodies and other bodies named by Elodia Xavier in her typology Que corpo esse? O corpo no imaginrio feminino (2007) help the research and analysis of the representation of the black female body in our corpus as well as the investigation and debate about the representation of the female body in the Brazilian literature written by women.
Data da defesa: 05/08/2014
Cdigo: vtls000216402
Informaes adicionais:
Idioma: Portugus
Data de Publicao: 2014
Local de Publicao: Maring, PR
Orientador: Prof. Dr. Lcia Osana Zolin
Instituio: Universidade Estadual de Maring. Centro de Cincias Humanas, Letras e Artes
Nvel: Dissertao (mestrado em Letras)
UEM: Programa de Ps-Graduao em Letras

Responsavel: edson
Categoria: Aplicao
Formato: Documento PDF
Arquivo: A representao caleidoscpica da corporalidade da mulher negra em Um defeito de cor PDF.pdf
Tamanho: 1360 Kb (1392310 bytes)
Criado: 11-05-2016 20:15
Atualizado: 11-05-2016 20:26
Visitas: 353
Downloads: 2

[Visualizar]  [Download]

Todo material disponvel neste sistema de propriedade e responsabilidade de seus autores.