Biblioteca Digital da UEM: Sistema Nou-Rau
Pgina Principal  Portugus   English  Español   Aumentar Texto  Texto Normal  Diminuir Texto
  Principal | Apresentao | Objetivos | Instrues Autores | Estatsticas | Outras Bibliotecas Digitais
  Sistema Integrado de Bibliotecas - SIB / UEM
Entrar | acessos | verso 1.1  
ndice
Pgina principal
Documentos
Novidades
Usurios

Aes
Consultar
Procurar
Exibir estatsticas

Procurar por:
Procura avanada

Dvidas e sugestes


Consultar: Programa de Ps-Graduao em Cincias Sociais (Sociedade e Polticas Pblicas)

Incio > Dissertaes e Teses > Cincias Humanas > Sociologia > Programa de Ps-Graduao em Cincias Sociais (Sociedade e Polticas Pblicas)

Ttulo [PT]: Afinal, do que feita uma famlia? Famlias homoafetivas femininas : da (in)visibilidade s percepes htero/naturalizadas de profissionais da educao bsica
Ttulo [EN]: After all, what is a family made of? Female homoafetive Families: from the (in)visibility to hetero/naturalized perceptions of basic education professionals
Autor(es): Luciene Celina Cristina Mochi
Palavras-chave [PT]:

Famlias femeafetivas. Famlia homoafetivas femininas. Percepo. Profissionais. Educao bsica. Gnero. Identidades. Brasil.
Palavras-chave [EN]:
Femeafetive families. Basic education. Genre. Identities. Brazil.
rea de concentrao: Sociedade e Polticas Pblicas
Titulao: Mestre em Polticas Pblicas
Banca:
Wnia Rezende Silva [Orientador] - UEM
Eliane Rose Maio - UEM
Daniela Auad - UFMG
Resumo:
Resumo: O objetivo desta pesquisa de mestrado apresentar reflexes preocupadas sobre as percepes de professoras/es e pedagogas em relao as famlias de mulheres das/os alunas/os do ensino fundamental, com destaque para suas interaes sociais na escola nas sries iniciais da educao bsica. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa na perspectiva das Cincias Sociais e que se insere nos estudos de gnero e diversidade sexual no mbito escolar. Os resultados da investigao mostram de que modo as famlias de mulheres estabelecem um complexo debate no espao escolar, que ainda imperado pelo vis dos modelos de famlias heteronormativas e das identidades binrias. Por meio da anlise dos dados coletados, foi possvel compreender que prevalecem os resqucios, nos discursos dessas/es operadoras/es educacionais, de normas sexistas e regulao dos corpos e a naturalizao das identidades e comportamentos sociais, que se reproduzem e perpetuam a estigmatizaco das crianas que possuem famlias homoafetivas. Buscou-se compreender o processo excludente que alunas/os sofrem no contexto da escola bsica, que ainda mantm e reproduz padres gestados na influncia religiosa de suas/eus docentes. Por meio da construo terica, o texto se aproxima dos campos de verificao dos estudos culturais na perspectiva ps-estruturalista. A pesquisa caminha no sentido do desvelo da relao efetiva entre Estado - religio - escola e famlias, operando sob a gide dos processos simblicos de representaes de papis socialmente construdos no campo escolar, como o parentesco heterocentrado. Como instrumentos de pesquisa, entrevistamos uma/um professora/or e uma pedagoga de cada unidade de ensino do municpio de Sarandi-PR, perfazendo um total de 33 pessoas entrevistadas em 17 escolas municipais. Espera-se, assim, contribuir para o repensar a respeito dos impactos decorrentes da imposio do modelo de famlia heteronormativa sob a prerrogativa da aceitao escolar de novos arranjos familiares, sobretudo os arranjos familiares compostos por duas mulheres.

Abstract: O objetivo desta pesquisa de mestrado apresentar reflexes preocupadas sobre as percepes de professoras/es e pedagogas em relao as famlias de mulheres das/os alunas/os do ensino fundamental, com destaque para suas interaes sociais na escola nas sries iniciais da educao bsica. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa na perspectiva das Cincias Sociais e que se insere nos estudos de gnero e diversidade sexual no mbito escolar. Os resultados da investigao mostram de que modo as famlias de mulheres estabelecem um complexo debate no espao escolar, que ainda imperado pelo vis dos modelos de famlias heteronormativas e das identidades binrias. Por meio da anlise dos dados coletados, foi possvel compreender que prevalecem os resqucios, nos discursos dessas/es operadoras/es educacionais, de normas sexistas e regulao dos corpos e a naturalizao das identidades e comportamentos sociais, que se reproduzem e perpetuam a estigmatizaco das crianas que possuem famlias homoafetivas. Buscou-se compreender o processo excludente que alunas/os sofrem no contexto da escola bsica, que ainda mantm e reproduz padres gestados na influncia religiosa de suas/eus docentes. Por meio da construo terica, o texto se aproxima dos campos de verificao dos estudos culturais na perspectiva ps-estruturalista. A pesquisa caminha no sentido do desvelo da relao efetiva entre Estado - religio - escola e famlias, operando sob a gide dos processos simblicos de representaes de papis socialmente construdos no campo escolar, como o parentesco heterocentrado. Como instrumentos de pesquisa, entrevistamos uma/um professora/or e uma pedagoga de cada unidade de ensino do municpio de Sarandi-PR, perfazendo um total de 33 pessoas entrevistadas em 17 escolas municipais. Espera-se, assim, contribuir para o repensar a respeito dos impactos decorrentes da imposio do modelo de famlia heteronormativa sob a prerrogativa da aceitao escolar de novos arranjos familiares, sobretudo os arranjos familiares compostos por duas mulheres.
Data da defesa: 19/02/2016
Cdigo: vtls000223409
Informaes adicionais:
Idioma: Portugus
Data de Publicao: 2016
Local de Publicao: Maring, PR
Orientador: Prof. Dr. Wnia Rezende Silva
Instituio: Universidade Estadual de Maring . Centro de Cincias Humanas, Letras e Artes
Nvel: Dissertao (mestrado em Cincias Sociais)/
UEM: Programa de Ps-Graduao em Polticas Pblicas

Responsavel: beth
Categoria: Aplicao
Formato: Documento PDF
Arquivo: Luciene_ABNT_14.03.2016 (1) (1).pdf
Tamanho: 2009 Kb (2057290 bytes)
Criado: 12-09-2016 12:49
Atualizado: 12-09-2016 13:01
Visitas: 467
Downloads: 15

[Visualizar]  [Download]

Todo material disponvel neste sistema de propriedade e responsabilidade de seus autores.